YorkTest | Nº1 em Intolerância alimentar na Europa
YorkTest | Nº1 em Intolerância alimentar na Europa

Pesquisa

Investigação sobre Enxaquecas 2011

Enxaquecas

Um inquérito feito a 1000 pessoas que sofrem de enxaqueca oferecido pela Migraine Action revelou que mais de dois terços dos membros afectados por crises de enxaqueca frequentes acreditam que a causa pode estar em certos alimentos. O estudo verificou que 85% das pessoas afectadas por enxaqueca debilitantes reduziram os seus sintomas e melhoraram a sua qualidade de vida, quando os alimentos desencadeadores foram descobertos e evitados.

Adicionalmente, uma pesquisa da Universidade de York veio confirmar os resultados obtidos pela Migraine Audit. Um estudo experimental randomizado que incluiu 167 pacientes, publicado em Agosto de 2011, mostrou que a frequência de dores de cabeça, tipo enxaqueca, reduzia 23% após 4 semanas de uma dieta recomendada com base nos resultados do YorkTest FoodScan. Dr. Andrew Dowson , neurologista consultor, chefe dos serviços de dor de cabeça do  King’s College e membro do conselho consultivo médico do Migraine Action, comentando este mesmo estudo, disse : “Há muito que se suspeita de uma ligação entre a intolerância alimentar e a enxaqueca. Um estudo recente mostrou que quando as pessoas com enxaqueca eliminam das suas dietas os alimentos desencadeantes, os seus sintomas melhoram de forma significativa, no entanto, o tratamento da enxaqueca não é uma situação tipo ‘tamanho único’, cada pessoa precisa de estabelecer a sua combinação específica de elementos disposicionais, que podem também incluir factores como stress e padrões de sono irregulares. A ligação entre a intolerância alimentar e a enxaqueca é um novo campo de estudo que merece uma pesquisa mais detalhada.”